sábado, 9 de julho de 2016

[RESENHA] AMAIMOM

Brendo Hoshington


"Nenhum sentimento ruim dura muito tempo, para aqueles que não sentiram em sua pele as ações que o causou."

Título: Amaimon
Autor: Lucas Barbosa
Editora: PenDragon
Páginas: 400

Gênero: Distopia, Ficção Científica

Ano 219 após a fundação de Aion. Incontáveis prédios de ferro atravessam as nuvens, a neblina tóxica atrapalha a percepção de seus habitantes, que por trás de suas máscaras, se protegem da poluição e da necessidade de esboçar sentimentos. O trabalho desgastante e hereditário, o sistema educacional alienador, a religião que apenas justifica a ação do Estado, juntamente com a TV que se resume a propagandas e violência, fazem com que o jovem Arthur não encontre mais subterfúgios para negar a realidade que o cerca. O desejo de encontrar respostas leva-o ao Calabouço, uma casa noturna, onde aquele que se intitula o Profeta, irá falar sobre a criação de um novo mundo e sobre seu Deus, Amaimon. Esse encontro mudará profundamente sua vida e iniciará uma nova fase na história de Aion.



Em meio a uma metrópole deteriorada, tanto pelo ambiente, como pelo governo, o jovem Arthur tenta encontrar respostas para os milhares de questionamentos que cercam a sua rotina.

Em Aion, nada é o que parece ser, e todas as informações são fornecidas por uma mídia manipuladora, e pela educação alienada recebida nas escolas. Cansado de ficar alheio a tudo isso, Arthur embarca em busca de respostas, e consequentemente, acaba se envolvendo em uma enrascada após a outra.

O autor Lucas Barbosa traz à tona assuntos recorrentes ao mundo atual, acautelando para que tais questionamentos não soem superficiais. Amaimom nos faz refletir, e se questionar se Aion é só um presságio do que poderia ocorrer no futuro, ou um reflexo da nossa sociedade presente.

Uma narração ativa e instigante que formula uma teia de sensações, sendo a maior delas a curiosidade de saber o que há por trás de tudo. Uma distopia extraordinária, que expõe um universo hostil, e a insistência do ser humano de auto sabotar-se.

A linguagem que o autor emprega em sua narração formula uma leitura rápida e prazerosa com descrições diretas e diálogos bem trabalhados. 

Para um escritor iniciante, trata-se de uma obra bastante complexa, e pode-se dizer que Amaimom é apenas o primeiro de muitos sucessos do Lucas Barbosa. 

Se você gosta de distopia, vai adorar esse livro; em especial, por fugir totalmente dos clichês que já estamos cansados de ver por aí. Se você também já leu Amaimom, deixe sua opinião nos comentários.



Adquira o seu exemplar Clicando aqui



Brendo Hoshington / Administrador & Editor

Mora em Pernambuco e sonha em conhecer o mundo, mas por enquanto viaja apenas em livros e séries.

13 comentários:

  1. Resenha espetacular!!! Parabéns!!
    Deu-me vontade de ler a obra!!!

    ResponderExcluir
  2. Cara, parabéns, a resenha está demais!

    Desde que o livro foi lançado, tenho me instigado a adquiri-lo. A capa já é bem sedutora e a premissa desperta o interesse. Agora, após a sua resenha, tenho certeza de que o Lucas soube tratar muito bem o seu enredo e retratou com muita maturidade os assuntos abordados. Parabéns ao autor.

    Léo Otaciano
    Marcas Literárias
    http://leootaciano.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo comentário Leo, a obra de fato é esplendorosa!!!

      Excluir
  3. Muito obrigado pela resenha Brendo :D, fico muito feliz por suas observações :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço por me proporcionar uma aventura tão inesquecível.

      Excluir
  4. Fico feliz em saber que seus sonhos aos poucos estão se tornando realidade, e que estou do seu lado acompanhando cada passo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Lu, Deus sabe o quanto o seu apoio tem me fortalecido todo esse tempo.

      Excluir
  5. Ótima resenha. Tive a honra de ser o editor e de lapidar essa obra espetacular. Sou fã do Lucas Barbosa. A história é ótima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo comentário Josué, e parabéns pelo trabalho!!!

      Excluir
  6. "questionar se Aion é só um presságio do que poderia ocorrer no futuro, ou um reflexo da nossa sociedade presente". Você me ganhou com essa frase, eu com certeza não leria esse livro se tivesse visto numa livraria, mas depois do que você me disse nessa resenha, bem, é melhor alguém me dar logo esse livro por que quero ler kk.
    Ps: amei a resenha, desde sempre você tem esse talento pra escrever, e, como eu não vi isso antes? :p

    ResponderExcluir